︎

NEWSFEED 



(BR) Em Blanc, primeiro trabalho de Vania Vaneau, coreógrafa paulistana radicada em França, criado em colaboração com o guitarrista Simon Dijoud, podemos encontrar referências aos rituais de transe xamânico e afro-brasileiros, aos Parangolés de Oiticica e ao Movimento Antropofágico.Blanc é uma investigação sobre transe e transformação. Descascando camadas do corpo e do ambiente, o trabalho vai revelando diversas faces que compõem um corpo individual. Um corpo formado por multiplicidades, como a cor branca que é constituída por todas as outras cores.

Mais informações aqui ︎

(EN) In Blanc, the first work of the Lyon-based Brazilian choreographer Vania Vaneau, created in collaboration with the musician Simon Dijoud, there are references to shamanic trance and Afro-Brazilian rituals, the Parangolés of the Brazilian artist Hélio Oiticica and the Anthropophagic Movement.Blanc is an investigation about trance and transformation. Peeling off the layers of the body and the ambience, the work reveals over time the multiple faces that composes an individual body. A body formed by multiplicities, as the white color is made of all the other colors.

More informations here ︎